sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

O mistério das fotos... e BOAS FESTAS !!!

(Por: Nuno Vivaldo)

História das fotos que eu tenho enviado

Quando do regresso, no porão do navio, debaixo dos beliches tinha a minha bagagem pessoal, na qual trazia uma bolsa de prata fininha que tinha levado da metrópole.
Porém certo dia perante o meu espanto tal bolsa desapareceu, e em seu lugar estavam estas fotos.
Conclusão: não sei quem foi o malandro que trocou isto, mas tal bolsa já não deve existir mas as fotos continuam, para lembrar antigos camaradas.
Continuo sem saber quem foi o fotógrafo e o autor da troca.
Junto mais 3 fotografias, e uma folha de um livro que estou lendo sobre os anos da Guerra Colonial.


















Um forte abraço, e votos de um bom natal e Ano Novo

Nuno Vivaldo

3 comentários:

  1. Dizes não saber quem foi o malandro que fez a troca, podias também chamar-lhe outra coisa, como: Quem foi o malandro que me "gamou" a bolsa de prata?! Mas, passados já tantos anos pouco importa, até porque como também dizes, e bem, a bolsa já não deve existir, enquanto as fotos são para a posteridade, são para relembrar sempre o passado que nunca se pode esquecer.
    Ao contares este episódio sem ressentimentos e com o humor q.b., demonstras o carácter da boa pessoa que sempre conheci.
    Quanto ao "assaltante" de ourivesarias, acho que deve vir aqui confessar-se no blog! O desafio aqui fica!
    Um abraço especial Vivaldo com os Votos de Festas Felizes para ti e todos os teus.

    ResponderEliminar
  2. Amigo Vivaldo
    O gajo que te gamou a bolsinha fez um mau negócio, pois como ainda não havia euros pagou-te com fotografias. Para bem de todos nós as fotografias podemos vê-las e vivê-las. Têm um valor e um significado muito especial, que em boa hora consegues partilhar connosco. Um abraço e BOAS FESTAS.

    ResponderEliminar
  3. Ao VIVALDO, os agradecimentos por esta história "policial" contada com um toque levemente irónico... e também pelos votos de Boas Festas que gostosamente retribuo.
    A última foto, a que a desfocagem empresta uma aura de mistério, parece mostrar o "espólio" de uma operação da BRIOSA ... Quem aparece para nos fazer o "relatório" da mesma ??? Fica o desafio!

    ResponderEliminar