quinta-feira, 1 de julho de 2010

EM MISSÃO DE SAUDADE.......... tristeza não tem fim!!!! - 1

E agora, para nós, o mais importante e também o mais chocante: o quartel onde permanecemos durante aproximadamente 7 meses.
Daquela residencia enorme e imponente com todos os seus anexos (caserna, cozinha, etc.) resta somente  o que as imagens cruamente mostram. Apetece-me dizer: Sem comentários, as imagens falam por si!

Fachada principal do edificio totalmente destelhado.


Vista lateral e traseira


Vista lado trás. Escada que subia ao 1º andar onde se localizava o Centro Cripto e acho que também a Secretaria do Dimas Pinto




Entrada da porta de armas. Lembram-se do pesado canhão em ferro maciço que lá estava em cima de um murete, apontado ao inimigo? Pois já não há mais. Alguém com força suficiente fê-lo desaparecer por artes mágicas! Só ficou o tumulo em cimento, conforme se pode ver!!


Cozinha e refeitório?


Garagem onde habitavam os radiotelegrafistas


E passemos agora os olhos por estas duas fotos que mostram o local onde iamos fazer "olhinhos" às meninas prendadas de Antonio Enes:  A Pastelaria Rainha ou Regina, como queiram. Aquele lindo espaço tão bem decorado está transformado na degradação que se vê e a que eles chamam de Bar.
Pedi  uma "Laurentina", fechei os olhos e regressei ao passado a 1970 à Pastelaria Rainha ou Regina, mesmo sem direito a tremoços ou amendoins!

 



Não podia sair de Antonio Enes sem uma visita à praia, lembrando-me bem do barulho caracteristico do motor da "Berliet" com o pessoal em cima a caminho do banho quente!

O bar da praia fechado para todo o sempre!


No regresso e à saida de Antonio Enes era obrigatório dizer adeus ao local mais visitado pelo pessoal da 2415, o Inguri, onde tantos foram tão felizes!

Junto à esquina da Av. Principal. Ao fundo começa o Bairro do Inguri com milhares de palhotas.

Foi com todo o prazer que fiz o melhor que pude e que sei nas artes da fotografia. Mas acreditem que não é fácil, por ser demasiado triste. Há até um episódio que aconteceu junto ao quartel que corrobora isso. Encontrei um cidadão branco (coisa rara) a quem perguntei coisas da localidade. É o amigo Gomes, ex-militar, da região de Braga, veio incorporado na CART.2329 e depois de deambular por vários locais da provincia, acabou por vir parar a Antonio Enes em 1970. Foi a ultima companhia naquele local. Nunca voltou a Portugal e, agora, depois de muito ter trabalhado na pesca e no caju, vive das poucas esmolas que os filhos de cor que foi fazendo ao longo dos anos, vez em quando, lhe dão. 
Quem de direito olha para estes heróis? O Presidente de todos nós?  

Para breve prevê-se Lione, Vila Cabral (Lichinga) e Luatize.  Tenente Valadim  (Mavago) é de dificil acesso, chega a ser intransitável. 

Até lá com um abraço, A.Castro   

11 comentários:

  1. Afinal o "jejum" foi mais curto do que receávamos, amigo Castro!
    Como é sabido, não tive o gosto de acompanhar as "férias" que a Companhia por aí passou!
    Apareçam a comentar os felizardos que tiveram a sorte de "curtir" por essas paragens, valeu ?

    ResponderEliminar
  2. mto obrg. pelas imagens de antonio enes. ao menos o sr. tem muita sorte de voltar para ver e rever as localidades onde nos vivemos, durante mtos anos.so assim e que conseguimos ver a antonioenes. pela net mais uma vez um mto obrg....

    ResponderEliminar
  3. É formidável e contagiante o leque de fotos enviadas, mas ao mesmo tempo, e como diz o nosso amigo Castro, somos invadidos por um sentimento de tristeza perante o caos existente fruto da "pobreza" humana. Mas salva-se a questão com as fotos da NATUREZA, pois essas ainda são belas e puras (por enquanto). Lá diz o velho ditado: -"Onde chega o homem, chega a merda".

    ResponderEliminar
  4. Revi antónio Enes, gostei, mas com alguma amargura, pois está tudo bastante "degradado". Mesmo assim kero ir para poder recordar "in loco"

    ResponderEliminar
  5. please enviem mais fotos de antonio enes please please please

    ResponderEliminar
  6. amigo, gostava que partilha se mais fotos de antonio enes, pois e uma terra,onde vivi mtos anos, abracos..

    ResponderEliminar
  7. Podiam, pelo menos ter conservado o que lhes foi deixado, como fizeram com o Liceu. Seria bom para todos e principalmente para quem l+a mora.

    ResponderEliminar
  8. Nuno Vivaldo15/04/12, 15:20

    carissimos amigos,como sabem nao tinha pc pessoal.agora ao rever imagens indignas de um pais civilizado,onde permaneci dois anos,fiquei chocadissimo.um forte abraco.nuno vivaldo

    ResponderEliminar
  9. Sê bem aparecido Vivaldo. Já há mt. que não o fazias. E agora com a seringa nas mãos, quero dizer, com um PC a tempo inteiro, vê lá se arranjas tempo para nos contar mais histórias daquelas que só tu sabes contar! O blog também é teu, não esqueças como a grande maioria faz. Já sabes, para enviares os teus textos e/ou fotos é só contactares os moderadores Soares ou Castro, ultimamente o Magalhães tem andado ocupado e distraído.

    ResponderEliminar
  10. vamos ver como isto vai continuar.um forte abraco para todos

    ResponderEliminar
  11. quem tem mais fotografias da cidades de antonio ens por favor se alguem tem publiquem por favor

    ResponderEliminar