sábado, 18 de janeiro de 2014

MULHER COMBATENTE (Poema)

Por:  F. Santa 

A última poesia de Lurdes Loureiro extraída (com sua autorização) do  livro “Mulher Combatente”:


Mostra-te bem por dentro, mostra bem quem tu és
Unge a alma magoada de remares sozinha contra as marés
Levanta a voz desse silêncio, com um sorriso ou uma lágrima
Havendo quem entenda és livro aberto em qualquer página
Em tua honra, em tua glória, ouso dizer isto solenemente…
Reside em ti a força de segurar o vento! Oh baluarte resistente!


Como não existisses nas epopeias da colonial guerra
O teu lugar é por aí…entre o Céu…o Mar...ou a Terra
Moras no silêncio desprezado que a Pátria te deu, ou mulher corajosa
Bem – aventurada porque amas a paz e não a guerra, ou mulher valorosa!
A tua arma invisível não tem o som dos morteiros ou das granadas
Tem a arte de sorrir…Vás pela estrada, ou vás pelas picadas…
Entrincheirada na vida carregas tudo o que tens…E não só!...
Nos teus ombros puseram o fardo de moer grão, sem teres mó…
Talvez alguém te retire da sombra…Talvez um dia qualquer
E farás História, na honra que te cabe, por seres MAIS do que apenas

                                   MULHER!!

Comprem o livro. Vale a pena.
Encontra-se à venda nas livrarias como a Bertrand.

Para todos, um abraço do Santa com votos de continuação de um bom ano!
        
                                                
SANTA


Sem comentários:

Enviar um comentário