domingo, 26 de junho de 2011

VELHOS TEMPOS


Por: F.Santa

“A MILÍCIA”


Estas fotos são do tempo da outra senhora! Elas fazem parte de um passado, passado fascista, de que eu não tenho grandes saudades, antes pelo contrário. Este episódio do passado só foi bom para mim, pelo motivo de ter aprendido ordem unida e a manusear a famosa “Mauser”, de resto era uma grande seca. Em Santarém onde assentei praça, beneficiei desta situação, pois fiz muito pouca ordem unida ou quase nenhuma. Aprendi ainda o funcionamento de algumas armas e a sua manutenção. Tudo incluído, facilitou e muito a grande seca que era mesmo a ordem unida!
Muita malta e em particular muitos alunos das escolas, me tem perguntado coisas sobre este assunto, pois para eles é totalmente desconhecido. Sendo assim eu aproveito para explicar resumidamente o que realmente era isto! Chamava-se na altura “Milícia” e tudo o que a lhe dizia respeito era a ministrado no antigo quartel de infantaria 12 em Coimbra, onde éramos instruídos (claro) por militares. Eu na altura estudava na E. Industrial e Comercial Brotero e a milícia fazia parte do horário escolar ao sábado da parte da tarde. Depois de algum tempo na Mocidade Portuguesa, passava-se então para a dita Milícia. No início do texto já referi o que se fazia. As fotos mostram o acampamento final nas matas de Pataias e uma visita ao Castelo de Leiria. Na semana de acampamento fizemos também provas de patrulhas, provas de orientação nocturna e ainda provas de orientação por carta. Coube-me ainda num 10 de Junho, fazer Guarda de Honra ao túmulo de D. Afonso Henriques, que como sabem está sepultado na Igreja de Santa Cruz em Coimbra.

 (Sobre a M. Portuguesa e a sua Milícia e "vantagens" no serviço militar, leia aqui ) (Nota do "editor"...)
_______________________________________________________


Agora, como prometi, aqui vai o nosso avião de combate “FIAT”.

Este foi o principal avião de combate de toda a guerra. O FIAT era adequado para o combate aéreo e ainda ataque ao solo. Foram muito utilizados na Guiné. Segundo sei, os nossos Fiats, foram os últimos no mundo a sair de serviço. Terminaram a sua carreira em 1995.
 Já  agora uma curiosidade: os nossos inimigos chamavam-lhe Os caga guarda-chuvas”, pois este avião tinha um pára-quedas que saía pela parte de trás, com a função de o ajudar na aterragem, diminuindo-lhe a velocidade.

A foto que se segue é para mostrar uma preciosidade. Já  estive junto dele e é extraordinário ver a quantidade de horas de voo deste “ brinquedo”. Desde 1965  a 1993, 75.000 horas de voo ! É obra!
 


Para todos, um abraço do Santa

Sem comentários:

Enviar um comentário