* * * * Sábado, 20 de Maio ==> Convívio anual da "BRIOSA" 2415 em Montemor-o-Velho * * * *

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

LICHINGA no século XXI

  A propósito da interessantíssima "passagem de ano" de 1969/1970 do Paulo, ontem publicada, lembrei-me de investigar como seria Vila Cabral, hoje. E saíram as imagens que aqui apresento. (Como é hábito, aconselho a "clicar" para ver melhor)


É interessante constatar que a "rotunda central" ainda parece igual ... Procurei "etiquetar" alguns dos pontos mais conhecidos, mas a coisa não saíu muito legível. Menciono o Palácio do Governo, a Sé Catedral e o Quartel General, destes não tenho dúvidas. Creio que a "aventura" do Paulo terá sido na rua que assinalo como "Flats dos Sargentos", e o Cinema penso que estará também no lugar certo, e também o PAD e o SPM ...
Não me recordo da localização do Planalto, do Hospital, da loja do Camurdine (pai da Farida e irmã...), dos armazens do Garcês e do Salvado, do  restaurante Coelho, do apartamento onde o Comandante ia "lerpando" com o gás do esquentador  ...


Mas, se o "centro" parece quase na mesma, a imagem seguinte mostra bem como a cidade cresceu em palhotas ... 



Para quem quiser explorar as potencialidades do Google Maps, donde extraí estas imagens, aqui fica o "link". Depois é só ampliar e arrastar ... e aproveitar as maravilhas da técnica !
E, já que falamos recursos da internet, quem estiver interessado pode ler aqui um interessante artigo (datado do nosso tempo de África) sobre o controverso Daniel Roxo, que todos nós conhecemos em Vila Cabral

6 comentários:

  1. Não há dúvida, mas tenho que render-me às novas técnicas de informação que nos oferece este aparelho que tenho entre mãos. Afinal o "homem" que me vendeu (entre aspas) a arma foi o tenente Granja, conforme descobri através da fotografias do Daniel Roxo e que era chefe do OPV. Toda a gente se lembra do mesmo Daniel Roxo, da sua frequência no café Planalto com a pistola à cintura, tendo o mesmo feito uma operação militar com a nossa companhia na serra Jessi. Também me lembro do seu lugar tenente o "Porto" que nós ajudamos a reconstruir um pontão perto de Chala. Homens que fizeram história, que nós lemos, compreendemos e sentimos, mas tal história vai morrer quando morrerem os homens da nossa geração.

    ResponderEliminar
  2. Esive nesse fim de ano em Lichinga(Vila Cabral). Furriel Miliciano do BC20 e residente da caserna de sargentos dentro do Quartel logo a esuerda quando se entra na porta-de-armas.

    ResponderEliminar
  3. Estive em Vila Cabral,alguns meses, integrado na Companhia de Engenharia 1531.Passados 46 anos apos o nosso regresso, ainda mantemos uma grande ligaçao entre nos.Vamos realizar um almoço convivio no dia 14 de junho,em Salvaterra de Magos no Restaurante Parque Real.Contacta o Serafim 969742420 ou Guilhermino 919334561

    ResponderEliminar
  4. Tambem estive integrado na compª de Engª 1531.A nossa ligaçao sera' sempre indele'vel conforme se pode comprovar nos nossos convivios..Felizmente tivemos um comandante que sempre lidou com os seus subordinados com humanismo e ao qual estamos muito ligados afetivamente.

    ResponderEliminar
  5. pad ficava à direita ao fundo. Depois passou para perto do aeroporto

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Apesar dos sacrificios vividos naquelas paragens,num contexto de uma guerra que hoje consideramos inglória e que nos era imposta,todos os ex-combatentes recordam alguns encantos de locais que jamais esqueceremos designados "FEITIÇOS DE AFRICA" Vila Cabral, Meponda, Metangula, Lago Niassa....

      Eliminar