quinta-feira, 28 de setembro de 2017

Homenagens a sério

Junto à estação dos comboios da cidade de Aveiro deparei com uma construção singela e estilizada demonstrando uma modernidade arquitetónica de bom gosto e que representa, duma forma sentida e obrigatória, a devida homenagem aos jovens militares desta terra que faleceram nas ex-colónias ultramarinas.
Agora que estamos em eleições autárquicas presto-lhes, aqui, o meu reconhecimento pela ideia que julgo ser rara. Sinto que foi pensada e concretizada com a emoção e o respeito que merecia, caso contrário, tais obras são localizadas, normalmente, em locais e zonas de menores acessibilidades. Esta não, situa-se à entrada da cidade, paragem obrigatória para turistas nacionais e estrangeiros que a visitam.












O monumento foi inaugurado só em 2016, passados 50 anos após o fim duma guerra tão desnecessária e mortífera. Se calhar até podia e devia ter sido há mais tempo.  Mais vale tarde que nunca!
Por isso, aconselham-se vivamente as restantes 307 (?) autarquias a seguirem tão nobre exemplo, pois não devem esquecer nunca que muitas das famílias portuguesas sofreram na alma uma desgraça tão grande para toda a vida.



Sem comentários:

Enviar um comentário