sábado, 16 de janeiro de 2010

" MATIPA "

 (Por:  F. Santa)




    Eis Matipa! Fotografia tirada a um abrigo. Como se pode ver na foto, isto é um abrigo de alta segurança. A parte de cima (ou seja a cobertura) é feita de um material que na altura fazia inveja aos americanos, pois qualquer morteirada, bazucada ou outra coisa parecida era impenetrável naquela cobertura! Na altura ficava caríssima ao estado Português pois era feita de um metal caríssimo! E esta? 
        Já agora mais um verso do nosso camarada capitão Calvinho:
                                                      
                                                  “ PRECE À BEBIDA”


                                      Ao longo de um caminho pedregoso
                                      Depois de expor às balas minha vida
                                      Meus lábios num desejo sequioso
                                      Rogam a Deus a bênção da bebida
                                      Mas se a distância aumenta sempre mais
                                      e no mato pernoitamos escondidos
                                      lembrando ferozes animais
                                      recordando os copos já bebidos
                                      Mas eis que acaba a noite e surge o dia
                                      Com ele a esperança de voltar
                                      meus olhos loucos de alegria
                                      antevêem a chegada ao bar
                            
                                      E logo que o regresso tem lugar
                                      na cantina toda a malta está contente
                                      pois o regresso significa não lerpar
                                      e o não lerpar significa aguardente! 

                                                                                  
Com um abraço do
                                Santa                                                                                                                                         

Sem comentários:

Enviar um comentário