terça-feira, 15 de agosto de 2017

E JÁ LÁ VÃO 49 ANOS...


É verdade. São datas que ficam na memória. Faz hoje 49 anos que a 2415 tinha terminado a grande aventura de comboio  desde Nacala até Catur. Aqui esperávam por nós os autocarros de luxo, várias Berliet, que iriam levar a 2415 a Lione onde iríamos começar outro género de aventura. A partir daqui, começava o verdadeiro contacto com natureza isto é, a Selva! Logo de seguida, a guerra. Aqui, as saudades da família já se começavam sentir derivado ao cenário que já nos cercava. Daqui, saímos alguns para Chala e eu, inclusivamente de Chala para a célebre aldeia de Matipa!
Hoje, 49 anos passados, ainda se sente uma certa nostalgia, não pela guerra (claro) mas pelo dia dia que passámos juntos e pelo compaheirismo entre nós. É impossível passar despercebida está consequência. É impossível esquecer certas brincadeiras entre nós, brincadeiras que muitas vezes serviam para tentar esquecer as saudades de família e a guerra, se está era possível esquecer, mas o stress era menor.
Enfim, coisas que ficam para o resto das nossas vidas.

Um grande abraço para todos. SANTA.

quinta-feira, 3 de agosto de 2017

FÉRIAS...

FÉRIAS. Em princípio as férias servem para descansar, ou por outra: deviam servir para descansar e aliviar o stress do dia a dia normal principalmente de quem trabalha. Na minha opinião para a maior parte assim não é!
Vejamos. Filas das grandes superfícies. Há idosos e deficientes que querem passar á frente, a lei não interessa. Logo, confusão. Estacionamento. Lugar para deficientes ocupados por quem não tem direito.Chega o deficiente, pede para tirar carro, confusão com discussão  tramada. Estão á espera de lugar para estacionar, novamente discussão. Eu estava primeiro não eu que estava, insultos de parte a parte etc. Nós restaurantes a mesma história. Nas esperas para ter mesa, confusão. É! Não se podem sentar nessa mesa porque nós estávamos primeiro. O que acontece? Discussão.  Na praia, leva-se com areia em cima ou uma bolada nada a dizer, pois ainda podemos ser insultados. No parque de campismo, entra-se  no horário de silêncio, qual silêncio? Avisa-se as pessoas, logo á problemas. Na piscina. Não se cumprem as regras estipuladas. Faz-se queixa ? Problema! Mais discussão. Já para não falar de certos emigrantes (não tenho nada contra os emigrantes) que também não se comportam lá muito bem. É assim para muitos as férias! Descansar?Pouco. Aliviar stress? Como assim? Já para não falar da má educação que muitos trazem para férias! Fico por aqui.
Pela parte que me toca, eu fujo das confusões. Ainda á poucos dias eu estava para estacionar. Aparece um lugar ( já estava á espera algum tempo)  passou um carro por mim e enfiou-se logo no rspetivo lugar. Eu perguntei: ENTÃO?  EU ESTAVA PRIMEIRO. Veio logo a resposta: ó amigo, o lugar é de quem mete  carro primeiro! Comentários para quê? Claro, esperei por outro lugar, o que demorou pouco tempo e nem sequer dei aso á discussão. Se para esta gente passar férias é assim...

Aproveito para transcrever o seguinte:

Serei verdadeiro, porque há quem confie em mim;
serei puro, porque há quem me queira;
serei forte, porque há muito para sofrer;
serei corajoso, porque há muito que enfrentar;
Serei amigo de todos - dos inimigos, dos sem amigos;
Quero dar e esquecer a dádiva;
Quero ser humilde, porque conheço a minha fraqueza;
Quero olhar para cima - e rir - e amar - e elevar-me.

           HOWARD ARNOLD WALTER.       (1883 - 1918)

    Da bela cidade da Figueira da Foz, mando um abraço para todos.

                                                     SANTA