* * * * Sábado, 20 de Maio ==> Convívio anual da "BRIOSA" 2415 em Montemor-o-Velho * * * *

domingo, 26 de fevereiro de 2017

ACHADO...

Andando eu a remexer numas caixas que tinha guardado numa dispensa, encontrei um livro de poemas que sinceramente não me recordo como me veio parar ás mãos! O titulo do livro é: Manta de Retalhos ...com...de tudo um pouco. Mas, o engraçado, é que nunca o li, mas agora vejo que tem poesias engraçadas e com certeza, desconhecida de muitas pessoas. Julgo eu! Sendo assim, vou transcever algumas para o nosso blog.

Então aqui vai. "SARDINHA À MODA ANTIGA"

Comprava-se a sardinha,
Guardava-se no armário.
Num prato ou numa escudela,
Era o sustento diário,
Mas a última, era comida,
Quando já era amarela...

Comia-se sardinha boa,
Quando se comprava na feira,
Assada e comida com broa,
Era sardinha à maneira.

Enquanto feira não havia,
Ia-se comprando à porta,
Às vezes só Deus sabia,
Quanto tempo, tinha de morta!...

O peixeiro era inteligente,
Lavava bem, a sardinha,
Para poder dizer ao cliente,
Que ela era fresquinha...

Mesmo assim ninguém dizia:
Esta sardinha não presta!!...
Com a fome que havia,
Aquilo, era uma festa...

Mas, onde havia garotada,
Aí o caso era feio,
A sardinha não chegava,
Era partida ao meio.

Então aí, é que era a confusão,
Todos queriam o rabo, a cabeça é que não.....
E aqueles que faziam gato-sapato,
Não comiam nada...
E a cabeça ia pró gato!!...

                                          Quem é a autora? Maria Irene Nunes Pereira Lopes.

  Para a próxima, irão ler outras poesias dela, bem engraçadas.

    Espero que se divirtam no Carnaval. Para todos um grande abraço.

                                             SANTA






quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

O VINHO...

O vinho, que toda a gente conhece, parecendo que não, é uma bebida saudável desde que seja bebida com moderação. Sendo assim, aqui vai outra poesia do nosso amigo Carlos Silva em que fala do dito...

" O VINHO QUER É MÚSICA"

Se o vinho não fosse importante
   Não tinha zona marcada
  Ai o verde de Amarante
Só quer leitão da bairrada

Ó vinhas que eu caminhei
    Da sepa até ao lagar
Que vos fizeram não sei
Nem uma para recordar

O vinho aqui de Leiria
  É história de tradição
Tão bem que me conhecia
 Pregou comigo no chão

  Fui baptizado com água
Bem podia ser com vinho
Quem não afoga essa mágoa
 É o senhor meu padrinho

Aprendi com a vinha bem cedo
  A tratá-la sempre com amor
Por isso o vinho que eu bebo
  Às vezes me sabe a suor

  Bebe-se vinho nos mares
   E nas tascas de Lisboa
Também agora nos bares
 Assim é que a vida é boa

   As sardinhas em Lisboa
   Pelos Santos Populares
Nem Santo António perdoa
Se com vinho as não regares

   Ó Évora terra bela
D`adega Cartuxa saíste
Ficaram os frades com ela
e a gente aqui que se lixe

Amigos tudo o que eu quero
 Aqui juntinho ao Degebe
  É dar ao pé no Bolero
E mais um copo que se bebe.

                                          CARLOS SILA



          Já agora: A vida é como o vinho: se a quisermos saborear bem, não devemos bebê-la até á última gota.

                              "George Lord Byron"

E é assim. Mais um poema do nosso amigo da 2415, passado para o blog no dia da "Poeirada"que nos aborreceu quase o dia todo! São coisas...

                 Um abraço para todos e um bom Carnaval (para quem gosta)!!!
                                                          
                                                       SANTA


domingo, 19 de fevereiro de 2017

REBUSCANDO CARLOS SILVA...

Sim. Rebuscando mais alguma poesia do nosso camarada Carlos Silva.

" A CANÇÃO QUE TE DESCREVE"

A canção que te descreve
Fui eu que a inventei
A sorte nada me deve
Vida em ti encontrei

Tenho beijos a voar
Da minha boca para a tua
Em teus lábios irão pousar
Assim que saias à rua

São tantos os meus desejos
Que dão pra ter e para dar
Pra mim corressem teus beijos
Como os rios correm pró mar

Meus dedos entrelaçados
Nos teus cabelos a deslizar
Os meus olhos fixados
No brilho do teu olhar

Inspirado no teu sorriso
Um romance comecei
Do acabar o que preciso 
É de ser amado como eu te amei.

                                              CARLOS SILVA
  (continua)

Hoje neste dia bonito, (Domingo) ao sol estou. Agora parecendo que ele se está para ir embora, também do blog me vou.
   
                                                       Despeço-me por hoje com um abraço. SANTA.

                                               

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

CURIOSIDADES...

Estando eu no Centro Cirúrgico de Coimbra, li numa revista algo que vou partilhar com todos no nosso blog...

Aqui vai...

   "VOCÊS RIEM DE MIM
POR EU SER DIFERENTE,
     E EU RIO DE VOCÊS
POR SEREM TODOS IGUAIS"

                      Bob  Marley

"OS VALORES SÃO COMO
AS IMPRESSÕES DIGITAIS.
NINGUÉM TEM OS MESMOS
MAS DEIXAMO - LOS EM TUDO
       QUE FAZEMOS".
     
                    Elvis Presley

   "DEIXÁMOS DE ESCUTAR
AS VOZES QUE SÃO DIFERENTES,
OS SILÊNCIOS QUE SÃO DIVERSOS".

                       Mia Couto

É AQUILO QUE FAZEMOS DO QUE TEMOS
       E NÃO O QUE NOS FOI DADO
QUE DISTINGUE UMA PESSOA DA OUTRA.

                                Nelson Mandela

                         "Tenho dias.
Tenho dias em que acredito que o comportamento dos homens,
                             um por um,
                         Vai - se modificar
             mas tenho outros dias em que vejo que o homem
             está caminhando inevitavelmente para o seu fim
                           e que tudo isto,
             se tiver alguma interpretação futura,
poderíamos dizer que este bocado do universo a quem chamam terra,
                             foi habitada por homens,
alguns dos quais viveram uma relação estrita com um homem que era Deus,
                mas, porque não tirou aos homens a liberdade,
                                está a assistir agora à sua destruição".

                                      António Alçada Baptista

                Hoje, por aqui me fico. Um abraço. SANTA

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

PARA MEDITAR...

Um colega meu, escreveu este pequeno artigo para o nosso jornal "O ELO" que é o jornal da nossa associação, e que eu passo a partilhar com todos:


Para todos um abraço. SANTA.

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

Ida a Moçambique

Estas quadras são da autoria do nosso amigo Choné, mais  um dos grandes poetas que pertenceu, ou melhor, pertence à nossa Companhia.
Foi durante o almoço anual em Coimbra, Maio de 2010, que me entregou o manuscrito com as mesmas pedindo-me  para editá-las no blog.
Só que, e há sempre um "só que", este vosso amigo nunca mais se lembrou do pedido, mas guardou-o no baú da tropa.
Hoje mesmo, enquanto lá remexia, dei com o papelinho e aqui estou a penitenciar-me de tão grande lapso.
Peço-te perdão, amigo Choné. mas mais vale tarde que nunca. E, passados seis anos, vê-se bem que continuas actualizadissimo. Um grande abraço para ti.
 
Então é assim:
 
Ida a Moçambique 
 
Parti um dia                                   Que maus momentos
pró ultramar                                   tantas torturas
cabeça fria                                     tantos tormentos
só de pensar.                                e mais loucuras. 
 
No meu regresso                          Nessa experiência
mas bem depressa                       que por mim passou
porque o progresso                     minha inocência
não ia nessa.                                 bem me marcou.
 
Só Portugal                                   O que bem sei
queria a razão                               da minha sorte      
para uma guerra                           é que fiquei 
sem solução.                                 muito mais forte.
 
Autor: Avelino Torcato Pereira                                      

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

AS ÚLTIMAS DO NOSSO AMIGO MOREIRA...

É mesmo assim. As últimas...


Acho que as fotos não precisam de legendas. A primeira mostra o antes e as outras o depois...!

SANTA. Um abraço para todos.