segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

JÁ PASSOU...

Já passou... Estas são as minhas palavras de 2017, no nosso blog! 31 de Dezembro. Pelo mundo fora, tudo á espera (em qualquer sítio) das doze badaladas da meia noite (em qualquer relógio de uma torre e não só) que assinala a passagem do ano. É-me difícil ver na televisão a passagem do ano por esse mundo fora. Os gastos que são aplicados nas festas. Eu sei também, que tudo isto dá ganho a muita gente e muito emprego. Acho (na minha opinião, e ela vale o que vale)que festas sim, mas com gastos mais comedidos! Se refletirmos bem, vejam que parte do dinheiro que se gasta faz tanta falta em outros lugares do mundo incluindo o meu país. Gente que não tem que comer, gente que não tem trabalho, coisas para fazer ao nível autárquico em que vamos pedir qualquer coisa e respondem-nos: não há dinheiro! Eu próprio, estou á espera, (já contactei várias vezes com a entidade que compete resolver este problema) vai fazer três anos, para colocar dois sinais de trânsito na minha rua por obras mal feitas e que tanto transtorno causa ao trânsito, e nada! E mais coisas. Até já pensei fazer um peditório na rua... Eu sei, que talvez me vão chamar nomes por estas minhas palavras mas cada um tem direito á sua opinião. Certo? Estou a fugir fora do contexto...

Pois é. Ano Novo vida nova. A folia tudo faz esquecer. Depois, entrando na vida a sério, lá voltam as queixas: está tudo a aumentar, a gasolina cada vez está mais cara, não há trabalho, os transportes e a eletricidade também vão aumentar, não se pode! Pois é. A festa já acabou! Temos todos que tocar o barco para a frente para não encalhar!

Que o Novo Ano traga mais paz e amor ao mundo. Que acabe para todos o flagelo do terrorismo. Que haja trabalho e comer para todos e que as crianças possam viver em paz. Que os senhores do mundo deixem de brincar ao armamento. Parece brincadeira de miúdos: eu tenho uma fisga que é mias forte e atira mais longe que a tua!
Já dizia o poeta:" O mundo pula e avança como uma bola nas mãos de uma criança". Pois é. Este mundo pode continuar a pular, mas para isso o HOMEM tem que mudar a sua mentalidade destruidora. Ao destruir o mundo é a mesma coisa que estar a destruir-se a si próprio.

 Termino, pedindo desculpa se ofendi alguém (não foi minha intenção)e desejando mais uma vez um BOM ANO NOVO para todos em geral.


                                                                    

SANTA

Sem comentários:

Enviar um comentário