terça-feira, 13 de setembro de 2016

FAZER DA SOLIDÃO A MELHOR COMPANHIA...

Mais uma vez, do nosso camarada Carlos Silva, aqui vai mais uma das suas poesias.

 
  Quem faz da solidão
A sua melhor companhia
  Faz de alma e coração
  A mais rígida poesia

Os sinos dobrando choram
  Com a partida de alguém
As paixões que nos devoram
  São as que a gente não tem

A liberdade que eu canto
  Não aprendi na escola
Sou como as aves do campo
  Antes o céu que a gaiola

  Passarinho tem cuidado
  Que a vida é uma ilusão
Antes livre pobre e honrado
   Do que rico na prisão

De roxo se cobre a terra
  De penas o coração
Vai o lírio à Primavera
Ao peito tristezas vão

  De arma e baioneta
Na farda palma brilhante
  Melhor fora capa preta
Aos ombros de um estudante

Se algum amigo morrer
  Havemos de chorar
O que lhe viemos trazer
Já lho não podemos dar

    E é assim que corre o tempo.  Parece que não, mas muitas vezes a poesia alimenta-nos nas horas de solidão.

              Para todos, boa continuação. Um abraço. SANTA.

      



Sem comentários:

Enviar um comentário