* * * * Sábado, 20 de Maio ==> Convívio anual da "BRIOSA" 2415 em Montemor-o-Velho * * * *

domingo, 29 de maio de 2016

A VIDA...

Achei por bem, inserir no nosso blog um excerto do livro "Mendigos da Vida, do nosso camarada Sá Flores que eu achei interessante.

Escreveu o nosso camarada. Passo a citar:

"A vida é um tesouro preciosíssimo. Por tudo o que representa, deve ser por nós preservada, estimada e amada, para a gozarmos e prolongarmos o melhor que seja possível.
Infelizmente, existem factos que incrivelmente nos ultrapassam e que nos impedem de atingir a verdadeira expressão desse dever. Apesar da imensa vontade de viver que quase todos nós temos, o desejo que essa dádiva não nos seja tirada, somos confrontados por vezes com impedimentos abruptos da linha que tentamos seguir, como acontece em caso de algumas doenças e da guerra... Fundamentalmente da guerra! Sim, porque se é praticamente impossível  impedir que determinadas doenças conduzem à morte, o mesmo não acontece com a guerra, aquela que é a maior fábrica de destruição da vida. Esse monstro horrendo, tão prejudicial à Humanidade e ao Mundo, é normalmente provocado pelo homem, pelo seu fanatismo, pela sua ambição, pelo seu radicalismo, pela sua sede de poder." Fim de citação.


É verdade. "A vida é um tesouro preciosíssimo". O que eu vejo hoje? É que para muitos, esta frase não tem qualquer valor. Basta ver os telejornais e ler os jornais para se chegar a esta conclusão! Não há dia nenhum em que os mesmos telejornais e jornais não tragam notícias de assassinatos, violência doméstica, violações de toda a espécie etc, etc. Tudo isto, não tem razão de ser. Porquê? "Porque a vida  é um tesouro preciosíssimo." A vida quando se perde já não volta! Já não basta as guerras espalhadas por este mundo fora, para que outros causem o terror no meio da sociedade em cada dia que passe.
Cada um de nós, com certeza, já sentiu na pele a perda de uma vida. Deixo aqui um poema do nosso camarada Sá Flores que ilustra bem a perda de uma vida. Neste caso um Pai como pode ser uma Mãe uma pessoa de família ou um outro cidadão comum. Afinal, é também ele uma vida.

Dizem
que é a lei da vida.
Sim,
dizem isso.
Dizem
que é um caminho
que todos temos de seguir.
Sim,
dizem isso.
Mas, 
o que não sabem
aqueles que isso dizem,
é a dor que fica
ao vermos partir o nosso Pai!
As flores ficam negras,
sem perfume!
As nuvens e as estrelas descem,
envolvem toda a terra.
E nós ficamos perdidos,
mergulhados
na mais profunda,
densa cratera!




Neste Domingo chuvoso, por entre alguns raios de sol eu continuo "Amando a Vida"mesmo com coisas boas e más. É A VIDA QUE IMPORTA! O resto resolve-se!

Desejando a todos longos anos de vida, um abraço. SANTA.





quarta-feira, 25 de maio de 2016

Como se distraem nos dias de hoje aqueles contra quem lutamos em Moçambique - Parte 2

E a saga continua, tanto lá como cá! Se cheirarmos bem o odor é o mesmo, não há diferença de monta, antes pelo contrário!
É caso para dizer que desde 1498 deixámos bem registado o nosso ADN naquelas paragens tão longinquas.
Transcrevendo :



Sobre dormir pobre e acordar com dívidas dos gatunos

Escrito por Sérgio Vieira Terça, 17 Maio 2016 19:52

CARTA A MUITOS AMIGOS

Viva o Primeiro de Maio, Viva o Dia Internacional dos Trabalhadores
Viva a memória das lutas dos operários e trabalhadores em geral, Honra e Glória aos que se sacrificaram pela libertação dos humilhados e explorados.
Nestes dias contaram-me duas anedotas bem tristes:
1.      Diz um trabalhador, dormi pobre e acordei para pagar as dívidas daqueles que bem pilharam as caixas das empresas e os cofres do Estado.
2.      Uma criança pergunta ao pai: Para onde vão os corruptos, para o inferno?
Responde o pai: não meu filho, eles vão para os paraísos fiscais.

Vivemos dias de angústia, daqueles que apenas recebiam o salário mínimo até aos que já ascendiam às camadas médias da sociedade, compravam um apartamento, uma viatura em 2ª mão, os filhos iam à escola com a sua farda, compravam livros (porque os que vão para as escolas oficiais se vendem na rua), pagavam as propinas a tempo e horas, tomavam a sua cervejita e iam ao cabeleireiro.
Com a inflação que faz disparar todos os preços, as taxas de juros brutais da banca, as pessoas vivem verdadeiros pesadelos de manhã até à noite.
Alguns factores geraram esta situação:
1.      A pilhagem das empresas públicas, instituições públicas e dos cofres do Estado pelos variados dirigentes e gestores;
2.      O extremo despesismo com os dirigentes do Estado, instituições do Estado, gestores de empresas públicas e instituições públicas;
3.      A baixíssima produtividade do nosso trabalho, faltas, feriados, férias, pontes… Ainda em Abril em nome de uma pseudo greve via facebook e da ponte a dois de Maio ficamos sem trabalhar quatro dias consecutivos. Quantos milhões de contos custaram à economia nacional? Que luxos a que não se dão os países desenvolvidos! Pois há mesmo que fazer  contas, quantos dias trabalhamos por ano, quantos nada fazemos e notrabalho o que produzimos.
 4.     Os danos causados pelos terroristas nacionais, meros criados de interesses alheios à Pátria.
5.      As concessões extremamente onerosas para Moçambique às transnacionais que querem explorar os nossos recursos naturais e fartam-se de darem, ilegalmente e por baixo da mesa, comissões a A e B, a dirigentes e a Sub dirigentes.

6.      O não pagamento de impostos devidos ao Estado, quer pelas pessoas singulares, quer pelas pessoas colectivas.
7.      A crise financeira mundial.

A Procuradoria abriu já vários processos.
Esperemos que não fiquem a aguardar pelas calendas gregas para os tribunais julgarem.  Estamos perante verdadeiros crimes de lesa a pátria, atentados contra a segurança do Estado, terrorismo económico.
O Chefe do Estado, o Primeiro-Ministro, o Ministro das Finanças e o Governador do Banco de Moçambique, o país todos a humilharem-se publicamente! Ah não!
Obviamente que os gatunos que nos pilharam depositaram os seus roubos bem longe, nos ditos paraísos fiscais, fizeram algumas aplicações em empresas e no imobiliário cá na terra, mas o grosso está bem fora do país. Nada fácil apurar.
A pressão do FMI, do Banco Mundial e da União Europeia certamente que ajudará a desvendar os mistérios, se necessário com o apoio da INTERPOL
.
Se há vontade real há que buscar as pistas que nos levem à verdade e Justiça para o país e toda a gente honrada desta pátria que tanto nos custou a libertar e defender.

Dois imperativos:
1.      Devolverem o pilhado;
2.      Apanharem penas pesadas, chefes, subchefes, cúmplices, sem qualquer liberdade condicional, direito a saídas e celas de luxo.
De acordo com o lido na comunicação social a procuradoria em Milão solicita a presença de uma antiga alta entidade nacional, cujas comunicações telefónicas com um gatuno italiano se viram interceptadas e gravadas.
Porque não pedir ajuda à Procuradoria de Milão? Eles poderiam fornecer dados para os nossos inquéritos.
Igualmente a comunicação social também afirmou que um libanês foragido à justiça francesa esteve intermediando a negociata dos barcos de atum.
Não se pode solicitar à procuradoria francesa informação?
Talvez mesmo do Brasil nos cheguem informações.
Tudo isto os moçambicanos leram, viram e ouviram nos jornais cá da terra, nas nossas TV e rádios.
Certamente que a todos surpreendeu que empresas fantasmas andassem a adquirir para o Estado aviões, helicópteros, barcos patrulha, armas e munições.
Desde quando um Estado que se respeita compra este tipo de artigos de segurança nacional por portas travessas? Não se trata de informar X ou Y, mas de inscrever no Orçamento as dotações necessárias no total. Nada de desculpas e encobrimentos de maus pagadores.
Antes da libertação nacional recebíamos esses meios de países amigos, a URSS, a China, a Bulgária, a RDA, a Hungria etc.
Depois da independência nós recebemos meios muito importantes, desde os caças, aviões de transporte, mísseis, canhões, lança foguetes,  helicópteros, navios de patrulha, tanques de guerra, viaturas blindadas de todo os tipos, camiões sempre em acordos entre Estados e jamais via empresas ou bancos.
A Índia também se juntou àqueles que nos forneciam armamentos, depois do desaparecimento das excelentes relações com a Bulgária, Hungria, a extinção da RDA e da URSS, mas a nova Rússia apoia-nos e a China continua a fazê-lo.
Há pois perguntas por responder e sem proteger A ou B, porque apaniguados e parceiros ainda o apoiam, embora como ratos num navio que se afunda o vão abandonando.
Queremos JUSTIÇA e CÉLERE, nada de apaziguamentos, manobras dilatórias e enterros sine die dos processos. Respostas já e para isso o meu abraço.

Sérgio Vieira
( Coronel na Reserva, Ex Governador do Niassa ao tempo dos Campos de Reabilitação, ex Ministro do Interior ao tempo designado por Ministro da Segurança , Deputado e Membro do CC da FRELIMO ...)

Fim de citação

 A. L. Castro                          (na sequência deste post...)



domingo, 22 de maio de 2016

CURIOSIDADES...








Estas fotos, não são mais que lembrar que existe o Museu da Guerra Colonial. Elas dizem respeito ao nosso amigo de sempre" Alouett III que a Força Aérea Portuguesa ofereceu ao Museu.

Para quem gosta de passear, vale a pena visitá-lo. E ainda mais aqueles que pouco conhecimento têm da guerra do Ultramar. Podem levar os filhos e netos ou também levar grupos mediante contacto: 252 322 848.

SANTA



quarta-feira, 18 de maio de 2016

Convívio 2016 : O Hino da Briosa

Também o Amândio Batista gravou o Vieira Rodrigues a interpretar o nosso Hino, e esse registo fica aqui para a posteridade: 



Entretanto fica uma sugestão: uma parte dos vídeos publicados neste blog podem ser vistos no nosso canal no YouTube, clicando aqui.

Se outros companheiros tiverem material que gostassem de ver publicado ... é só fazê-lo chegar aos moderadores pelos endereços referidos à direita! 


terça-feira, 17 de maio de 2016

MAIS UMA VEZ RECORDAR...

Algumas fotos de um camarada nosso que foi pela 1ª vez ao nosso convívio...




         As fotos são do camarada de camisa azul à esquerda...






     
                                                        Com um abraço. SANTA.

sábado, 14 de maio de 2016

AQUI VAI O RESTO...

Últimas fotos do convívio da 2415!






O capitão da 2415 A. Amado.

  

Artur. Operador Cripto da 2415


Moreira. Transmissões da 2415


Alferes Magalhães


Alferes Soares


O Algarvio João V. Rodrigues


Da esquerda para a direita: Furriel Moreira ( Lisboa), Moreira (Porto), Furriel Santa, Alferes Magalhães, o organizador do convívio o Choné e o Artur.

Continuação de um bom de semana e um abraço. SANTA.





quinta-feira, 12 de maio de 2016

SURPREENDIDO....

Só hoje me sentei à frente do computador depois do nosso almoço de convívio. É verdade. Fiquei surpreendido pelo facto da maior parte da malta não ter respondido á chamada! Eu sei que muitos dos nosso camaradas não vão ao blog, mas nem todos, alguns vão! Sei que o tempo esteve mau, mas piores dias passamos nós naquelas picadas e no mato. Sendo assim, não foi a chuva que travou todos aqueles que no domingo passado no convívio disseram presente. Eu sei que da parte do nosso camarada "Choné" as coisas não foram bem conduzidas. Ouve falta de uma informação mais correta, pelo menos ao que se refere á localização do restaurante e as as vias que nos iriam levar lá. Mas como se costuma dizer: Quem tem boca vai a Roma! Sei também, que alguns camaradas nossos já se esqueceram da 2415. Perderam toda amizade e companheirismo que existiu. Nada pior para um organizador deste invento, é escrever as respetivas cartas e alguns ao recebe-las não lhes passa cartão ou se as leem, não têm respeito por quem as escreve. De contrário, teriam uma palavra de volta pelo menos para dizer que não podem estar presente. Tudo dá o seu trabalho! E a recompensa é? A presença em força da malta. E esta presença, passa também, por homenagear todos os nossos camaradas da 2415 que nos deixaram.

Para o ano, o almoço vai ser organizado por mim e será nos arredores de Coimbra. Espero que mais malta diga presente nessa altura. Todos serão avisados com antecedência necessária para que possam orientar os seus afazeres para dizer presente!

Aqui vão mais algumas fotos para recordar!










Para a próxima, vai o resto!

Para todos um abraço. SANTA.

domingo, 8 de maio de 2016

O CONVÍVIO 2016 JÁ FOI ...


Apesar da extemporânea invernia, uns tantos maduros respondemos à chamada e estivemos na Venda do Pinheiro.
Parece ter havido quem receasse os "atascanços" a que nos habituámos nas picadas de Moçambique, mas quem compareceu não ficou arrependido... (que me desculpem os impossibilitados por motivo de força maior).
Aqui vão algumas imagens do encontro, esperando que "valham por por mil palavras", como diz o adágio:


Chapéus há poucos...

... pelo menos dois !!!

O "homem da gabardina" é o miraculado Moreira
O Comandante, sr. A.A.Amado (que carinhosamente apelidávamos de capitão 3 ás) cavaqueando com o Cripto, o Castro

O organizador, Aveljno "Choné", o estreante Marcos P. Ribeiro, e o Rodrigues, que já organizou o convívio no Algarve

Gentileza !

"Muitos são chamados ...
... poucos os escolhidos " (Mat 22:14)

















O orador oficial, "para variar", foi o sempre dedicado Fernando Santa, e o melhor é passar-lhe a palavra: (liguem o som e cliquem na imagem)


E o "momento musical" esteve a cargo do consagrado Vieira Rodrigues, conforme amostra que se segue, e com isto termina o relatório da operação...






quinta-feira, 5 de maio de 2016

LEMBRANDO...

Hoje dia 5 de Maio. Presto aqui no nosso blog, homenagem aos nossos camaradas Sargento Carvalhito e Furriel Santos que nos deixaram nesta data  no ano de 1969 aquando de uma emboscada no Caracol. Que as suas almas descansem em paz. Da 2415 as nossas saudades para toda a família.
       Da 2415, lembrança eterna.
                       SANTA

terça-feira, 3 de maio de 2016

AO SILÊNCIO...



AO SILÊNCIO. Mais uma poesia  de Sá Flores.

Vem
Ama-me.

   Era de noite
O mundo estava parado
O meu pensamento
andava por aí:
melancólico
desamparado.

  A atmosfera
cheirava a podre tardio,
a dias feitos de nada.

Vem
Ama-me.

Não estava ninguém
junto de mim.
O espectro
queria invadir-me,
violentar-me
com as armas do azedume.

Vem
Ama-me.

  Óh! Silêncio,
Porquê, tu
a tratar-me assim?
Porquê, tu
 a trazer-me
o aroma a assucena,
e beijar-me no peito,
a convidar-me para fazermos
amor.
Sim, Porquê tu!
Óh! Silêncio,
Eu
Amo-te.      

               Sá Flores.

Malta da 2415! Não esqueçam o dia 7 de Abril! Todos os caminhos vão dar ao Edem Bif.
                                             
                                           SANTA