domingo, 31 de agosto de 2014

AGORA VOU DE FÉRIAS...

Camaradas da 2415 e de todos em geral. Agora vou de férias rumo á Figueira da Foz até ao dia 13! Segundo dizem, agora é que vai começar o verão. E eu que não gosto da água fria, pode ser que agora possa estar mais quente! Entretanto , quando chegar, espero ter no blog artigos novos. Sim! Porque para férias o computador não vai comigo. Ele é que fica em casa de férias!!! Também tem direito!
 Achei por bem (muitos não conhecem e poesia cabe bem nas férias), falar no nosso blog, de Carlos do Carmo. Como sabem ele foi galardoado com um "Grammy". Escolhi um poema com musica : José luis Tinoco e letra de Ary dos Santos "UM HOMEM NA CIDADE":

Agarro a madrugada                                   cresce na vela da canoa.
como se fosse uma criança,                         Sou gaivota que derrota 
uma roseira entrelaçada,                            todo o mau tempo no mar alto.
uma videira de esperança.                          Eu sou o homem que trasporta
Tal qual o corpo da cidade                         a maré povo em sobressalto.
que de manhã cedo ensaia e dança           E quando agarro a madrugada,
de quem, por força da vontade,                 colho a manhã como uma flor
de trabalhar nunca se cansa.                    à beira mágoa desfolhada,
Vou pela rua desta lua                              um malmequer azul na cor,
que no meu Tejo acende cedo,                  o malmequer da liberdade
vou por Lisboa, maré nua                         que bem me quer como ninguém,
que desagua no Rossio.                            o malmequer desta cidade
Eu sou o homem da cidade                      que me quer bem, que me quer bem.
que manhã cedo acorda e canta,             Nas minhas mãos a madrugada
e, por amar a liberdade,                           abriu a flor de Abril também,
com a cidade se levanta.                          a flor sem medo perfumada
Vou pela estrada deslumbrada               com o aroma que o mar tem,
da lua cheia de Lisboa                            flor de Lisboa bem amada
até que a lua apaixonada                       que mal me quis,  que me quer bem.                         

 E agora, de carro cheio vou partir, desejando a todos aqueles que agora também vão de férias como eu, umas boas férias para todos. Aqueles que já gozaram, espero que tenham tido uns dias bem passados. Isto é: que tenham tido também umas boas férias.




Para todos um grande abraço deste camarada amigo:

                                                                                                SANTA

                                                                                                                                                        

Sem comentários:

Enviar um comentário