quarta-feira, 5 de junho de 2013

Operação ROSENTA : O meu Relatório
cap. 1

Por:  Manuel Soares
O "assalto ao objectivo" estava marcado para o primeiro dia de Junho: conforme o respectivo "plano de operações" e obedecendo à convocatória oportunamente emitida, os combatentes convergiram de todo o País. De tal forma que, pelo meio dia, se procedeu à chamada, com vista à aplicação aos faltosos dos rigores do RDM...
Para ampliar,"clique" nas fotos: poderá reconhecer alguns de nós...

Logo a seguir, houve um ensaio do hino da Briosa, num afinar de

gargantas para a execução condigna do mesmo.

Um pequeno treino de "ordem unida" foi quanto bastou para a Companhia desfilar com o garbo que sempre a caracterizou, perfilando-se na parada perante os mastros de honra.

O comandante das Forças em Parada foi o antigo Furriel Santa, dado não haver outro militar tão devidamente fardado: e que bem que executou a sua função! As suas ordens eram rápidamente transformadas em toques militares pelo corneteiro, o senhor Nuno, professor de música ("MUSICLASSE"), exemplarmente uniformizado, com uma afinação reveladora de muito conhecimento  e treino: e nem faltou uma "caixa" para marcar o ritmo!

Em continência

Com as tropas em sentido, subiram as bandeiras: a da Briosa ao som do respectivo hino, da autoria do Vítor Meira, que, infelizmente não pôde estar connosco, e logo a seguir a Bandeira das Quinas, enquanto todos entoavam o Hino Nacional, com o respeito e solenidade que seriam de esperar. O terceiro mastro era ocupado, de pleno direito, pelo estandarte da SUINIMOR, do nosso anfitrião e companheiro Carlos Almeida Silva.


Foi então que o F. Santa, com o talento que lhe reconhecemos e tanto admiramos, produziu uma muito bem elaborada alocução em que resumiu a nossa história comum, apelou à solidariedade e amizade entre nós e homenageou os que já nos deixaram, quer em Moçambique quer depois do regresso.
Os nossos visitantes poderão ler o discurso clicando em Pag 1, Pág 2, Pág 3 e Pág 4.
A cerimónia formal terminou com uma salva de tiros em homenagem aos Mortos, após o que foi dada a esperada ordem de DESTRO......ÇAR !

Continua aqui.

Sem comentários:

Enviar um comentário