sexta-feira, 15 de junho de 2012

Ecos do convívio de 2012 ...

Por: F. Santa


Não podia deixar passar sem lembrar a presença carismática do nosso camarada Choné (é assim que ele quer que o tratem) ao centro na foto acima. Um camarada que tem muito para contar sobre a nossa companhia, tem uma memória de fazer inveja a qualquer um. Um abraço para ti, Choné! Eras o mais bem vestido do convívio! (Estou a brincar...)

Na seguinte... costuma-se dizer que por detrás de um homem está uma grande mulher, e neste caso não só, mas também um grande neto (ao centro da foto).
A minha mulher na ajuda da organização dos três convívios, o meu neto na informática, pois é ele que me ajuda no envio dos textos para o Soares para ele depois os meter no nosso blog. Eu já estou velho para computadores...
 



 
Lembrando a carta de amor do nosso camarada Paulo Antunes: assim se vê quantas coisas ficam por contar. Relíquias como estas estarão no baú de muitos e   poderiam muito bem saltar cá para fora para nos deliciar! Assim haja vontade para isso! O nosso blog precisa destas coisas para se manter vivo, e, ao mesmo tempo, alegrar as nossas mentes.
O nosso blog é o jornal da nossa guerra, e da nossa “BRIOSA”, que nos mata a sede que sentimos do passado em que fomos companheiros, amigos e irmãos! Que bom seria se todos aqueles que têm computador, ou os seus filhos ou netos, usufruíssem dele para compartilhar fotos e histórias dos momentos que passamos nossa Companhia e no teatro de guerra!  AINDA VÃO TODOS A TEMPO!

Um abraço.

Santa

3 comentários:

  1. E fizeste mt. bem em lembrar o nosso amigo Choné, figura simpática e carismática da Briosa. Desde há 1 ano que me tornei seu vizinho, passando a conviver mais assiduamente com ele,daí poder testemunhar que ainda mantem uma memória prodigiosa sobre quase todos os assuntos passados na nossa guerra. E mais,sente-os e vibra duma forma entusiástica e emocional, lembrando e tratando todos os ex- companheiros como se fossem seus irmãos.
    Mas ainda mais, fizemos a viagem juntos até ao encontro na Mealhada e, quando o vi surgir na minha frente vestido a rigor de fato, colete e gravata, conforme se vê na foto, perguntei-lhe o motivo para tal, respondendo-me mt. sériamente: "Considero o nosso encontro anual sempre o maior evento da minha vida, por isso me visto assim".
    Só que, na segunda-feira seguinte ao almoço anual, o Choné foi alertado para a realidade da vida, um pequeno AVC sacudiu-o e mandou-o até à oficina onde esteve em reparação durante 15 dias. Já está em casa em convalescença e felizmente está a decorrer bem.
    O Paulo Antunes (o homem das cartas de amor) deu-me a noticia quando há dois dias o visitei no seu estabelecimento para uma mini, dizendo-me que um amigo comum lhe tinha dado a noticia. De imediato rumei a casa do Choné para uma visita e aqui estou a contar as ultimas, garantindo que está mais levezinho e com vontade de melhores dias que com toda a certeza irão surgir. Escusado será dizer que a maior parte da conversa versou as "memórias" de guerra, pois isso até o ajuda a uma recuperação mais rápida, digo eu !
    Para quem quizer dar-lhe um abraço de apoio aqui deixo o seu contacto: 919857762.
    A.Castro

    ResponderEliminar
  2. Castro. Antes de mais um grande abraço para ti. Fiquei um pouco triste com a notícia do nosso amigo Choné.Estamos todos os dias á mercê de nos acontecer a mesma coisa.São situações a que não podemos fugir.Daqui envio as mais rápidas melhores para ele. De qualquer maneira irei entrar en contacto com ele.Recupera Choné.É o desejo dos teus camaradas da 2415. Um abraço.
    SANTA

    ResponderEliminar
  3. um grande abraco de amizade e de rapidas melhoras para o nosso amigo chone.vivaldo

    ResponderEliminar