segunda-feira, 30 de maio de 2011

Ainda o almoço ...

Por: F. Santa      




  É mais uma do nosso convívio. Nela estão o Moreira, o Afonso, e de costas o Artur, e as respectivas famílias. 

  De seguida mais um trabalho do nosso camarada Carlos Silva:
                                    
E agora a entrada do local que acolheu o nosso convívio 2011. Um ambiente calmo e relaxante adequado à nossa idade! As flores e os verdes, davam um tom harmonioso condizente a esta reunião de amizade entre todos :

  Na foto seguinte está o nosso Capitão. Vejam como parece estar na mesma, a idade parece não passar por ele! 

A última  mostra a paisagem para o lado do rio Mondego. Logo abaixo, segundo informação da dona da quinta, passeiam por lá 5 javalis, mas que não quiseram entrar no nosso convívio, talvez com medo de entrarem no nosso prato!


Um abraço para todos do Santa


O seu browser pode não suportar a apresentação desta imagem. 


quinta-feira, 26 de maio de 2011

Ex-combatentes do exército colonial

A  SURPRESA DA NOTICIA DEIXOU-ME SEM COMENTÁRIOS, OU POR OUTRA, SÓ ME OCORRE DIZER:  TAMBÉM QUERO !!!
A.Castro



terça-feira, 24 de maio de 2011

A guerra ao vivo


O "filme" de hoje (da autoria do M Magalhães) é diferente dos que vimos até agora: este é mesmo no "teatro de operações". Ao que fui informado, a cena segue-se a uma emboscada perto de  Nova Viseu, no trajecto de Vila Cabral para Tenente Valadim. Sendo assim, os factos aconteceram em 11 de Outubro de 1969 e provocaram um morto (o cabo Rodrigues) e vários feridos graves. Daí a presença do helicóptero e o apoio do T6. 
Como eu, ao tempo, já me não encontrava na Companhia, gostaria que os que participaram nos ajudassem com as suas recordações. 



domingo, 22 de maio de 2011

A medalha

  Por :  F. Santa

A MEDALHA DA VIDA E TAMBÉM A MEDALHA DA MORTE!

Quem não se lembra desta medalhinha? Infelizmente, muitas foram partidas a meio, e felizmente que muitas outras, tais como esta, ficaram inteiras.
Pode parecer um pouco de melaço da minha parte, mas guardo a minha bem à vista, em sinal de vida!
Para quem não sabe, esta medalha era parte da nossa identificação na guerra. Em caso de morte, ela era partida pelos furos, uma parte ficava com o corpo, a outra era recolhida para identificação futura!
Será  que no meio de tanta confusão tudo bateria certo? Eu ainda hoje tenho as minhas dúvidas!

 *   *    *   *   *   *


Aqui vai mais uma foto. Parece um descarrilamento. Quem sabe o que se passou? Façam favor de contar. O TGV não foi, isso eu tenho a certeza!
Vá  lá, entrem em cena!


O seu browser pode não suportar a apresentação desta imagem.      Esta mostra mais uma cena do nosso convívio 2011:

O autor da última é o Madureira. Eu não sei onde foi tirada. Será  que alguém sabe? E do que se trata? 



Mais um abraço do Santa

terça-feira, 17 de maio de 2011

Lione, hoje...

O nosso visitante José Gil teve a gentileza de me remeter o conteúdo que transcrevo a seguir, na íntegra. Não vou comentar, apenas quero agradecer a gentileza. E pedir desculpa pelo atraso na publicação. Com certeza o amigo Castro terá uma opinião sobre o assunto...


Boa tarde
Um antigo militar que pertenceu à c. caç2728 esteve em Lione no  passado mês de abril e tirou bastantes fotografias, como eu sou um visitante do v/site e como o ano passado um ex. militar da v.companhia também lá esteve ( desde já lhe quero agradecer pela disponibilidade que teve em fornecer a sua magnífica reportagem), como ele dizia que nada restava do edifício principal envio esta foto pois penso que aquilo que se vê, faz parte do tal edifício, anexo mais duas fotos.
Um abraço para todos os ex.militares presentes no almoço 

nesta fotografia aparece o escombro de uma parte que deduzo que pertencia ao edifício principal

entrada enfermaria





 .

segunda-feira, 16 de maio de 2011

Almoço anual da Companhia de Cavalaria 2415, em 2011.

A sala , o almoço

O discurso

 Alguns dos presentes

Alguns dos presentes
 O Bolo

O Bolo, 43º aniversário

O HINO da BRIOSA (CCavº. 2415)

A saudação no fim do Hino

Um poema... e 3 fotos

Por: F. Santa  

Este trabalho é de autoria do nosso camarada Carlos Silva:
O seu browser pode não suportar a apresentação desta imagem.                     
.   .  .  .  .  .  .  .  .  .  . .  .  .  .  .  .  . .  .  .  . .







O seu browser pode não suportar a apresentação desta imagem.
A primeira foto parece ser no Lione, a segunda é o João Rodrigues, mas não tenho tanta certeza do local:

                                                                                      (do arquivo do Madureira)


O seu browser pode não suportar a apresentação desta imagem.
Aqui vai mais uma foto do nosso convívio 2011. O nosso camarada Madureira, o nosso alferes Magalhães, e o nosso capitão Amaral Amado.


Um abraço do Santa

.

QUEM NÃO SE LEMBRA?

Por : F. Santa



Agora Vamos falar do convívio:
Como já  é do conhecimento geral, realizou-se no passado sábado o convívio da companhia de Cavalaria 2415. Pela minha parte, julgo que correu tudo bem e a assiduidade até nem foi muito má. Pelos comentários que ouvi, fiquei satisfeito com o fruto do meu trabalho pois aquilo que faço em prol do nosso convívio, faço-o também em prol de todos nós sempre o melhor que posso, e já agora , espero que tenha saúde, pois para o ano serei eu novamente a concretizar o 44º convívio com a promessa de ser na “Mealhada” na terra do bom leitão.
Também posso informar que o 45º convívio irá estar a cargo do nosso camarada Carlos Silva e será no Alentejo.
Como não podia deixar de ser, homenageámos os nossos camaradas falecidos, pois eles estarão sempre no nosso pensamento. São eles: Alf. Alcino, Sarg. Carvalhito, Furr. Santos, Furr. Faria, M. António Alhinho, João Vaz dos Santos, Avelino Corado, H. Rodrigues, J. F. Rodrigues da Silva, Joaquim Marcelino, Daniel V. Victorino, José Ferreira de Oliveira, Adão Jacinto da Silva, Agostinho M. Ferreira, António F. Correia, António Manuel S. Matias, Armando Maria Garcia, Fernando Dias Costa, F. Inácio Lascas, Francisco de Jesus Rosa, João J. Paixão Conde, Joaquim Amaro, Joaquim António Lourenço, Joaquim Cortes Raposo, José Coelho de Barros, José da Silva Sá, Júlio Garcez Fernandes, Adriano do Carmo Lopes e Adriano J. Matias. Estes são os nossos camaradas que já nos deixaram com saudade. Que estejam em paz. Para eles a nossa mais sentida homenagem. Aqueles que estão doentes, desejamos as rápidas melhores para que para o ano possam estar connosco.
Como disse, eles estão sempre no nosso pensamento e no nosso convívio como mostra a foto em baixo.



Para todos um abraço do Santa
 
.

domingo, 15 de maio de 2011

COIMBRA 2011 - V (Fim!)

... Para encerrar os trabalhos, nada melhor que um buffet de sobremesas. Os convivas esqueceram por um dia as dietas. Como é da praxe, as honras couberam ao "bolo de aniversário",  ao som do "parabens a você":







E a sessão encerrou em grande, com o HINO DA BRIOSA, na interpretação do J. M. Vieira Rodrigues, de Tavira, e a assembleia em coro: "Eu quero pertencer à Briosa..." Que pena não ter estado connnosco o autor da letra (clique aqui), o Vítor Meira! Aqui fica o registo desse momento alto, que foi tanbém a nossa despedida, até ao ano!







E, com este  momento musical, termina a despretensiosa  crónica,  com uma menção de louvor ao Fernando Santa e à sua Família, pela competência e abnegação com que tem trabalhado para nós, e que tornamos extensiva a todos os que o precederam nesta difícil missão.
BEM HAJAM !

.

COIMBRA 2011 - IV

Chegou entretanto o momento de lembrar os ausentes, sobretudo os que já deixaram esta vida, quer em África, quer já depois do regresso. Esteve a cargo do Santa, nosso anfitrião, fazer uma sentida alocução (pode sr lida aqui: pág 1 pág 2 , pág 3). Os nomes dos companheiros que partiram antes de nós estavam dignamente emoldurados num quadro, ornamentado com um ramo de flores e alumiado por uma chama acesa, símbolo da nossa saudade e da nossa homenagem. Por eles foi mantido um minuto de silêncio, cumprido respeitosamente por todos os presentes.
















quarta-feira, 11 de maio de 2011

LIONE, Moçambique, 1969

 
Um Domingo em Lione, depois do hastear da bandeira, e as autoridades locais

Quartel da CCavª 2415

 Caserna, "memorial" da CCavª. 2415 e parada

 Caserna e a povoação de Lione, ao fundo

 Antiga Cozinha

 Messe de Oficiais e Sargentos

O "memorial" da CCAVª. 2415

Estas fotografias, estão também visíveis no "GOOGLE EARTH", e assinaladas no local

COIMBRA 2011 - III

  Já um pouco cansados, chegou enfim a altura de colocar os pés debaixo das mesas. Desta vez o "inimigo" foi atacado de faca e garfo: primeiro apareceu o bacalhau acolitado por broa e migas; de nada lhe valeram os acólitos: pereceu afogado nos néctares da Quinta de Lodões da Ribeira. Igual destino mereceu o lombo do suino: nem o recheio o salvou.  As imagens de hoje atestam esta façanha dos Briosos.





















(Na próxima se provará que nem só de pão vive o homem...)

.