quarta-feira, 31 de agosto de 2011

RENTRÉE

 Após as férias, como estamos na época das "rentrée" aproveito e,  à boa maneira dos partidos politicos,  também faço a minha reentrada só que ao serviço do excelente convívio do nosso blog.
Faço votos que todos tenham tido o descanso merecido e que venham com a mente  aberta e disponivel para colaborarem mais na manutenção e  continuidade deste "sítio" onde,  com toda a satisfação,  vamos sabendo uns dos outros.  Para isso não há outra alternativa o contrário será, forçosamente, o fim!
E, por falar em satisfação aconteceu-me, há dias atrás, uma situação bastante gozada, com um "saloio" bem conhecido da 2415,  e que foi assim:
"Passeava eu  para os lados da zona saloia entre a Malveira e a Venda do Pinheiro, ambas a cerca de 30 km da capital (aproveito para dizer que é uma excelente zona para o petisco, não esquecendo uma boa sobremesa de "trouxas") quando de repente a uma distância de 10 metros pára uma carrinha começando uma "chinfrineira" de buzinadela.  Mesmo àquela distância o nervoso motorista chamava-me com sonoros: Olhe lá ó amigo... olhe lá ó amigo!
Ainda olhei na direção mas, julgando não ser comigo pois não sou destes sítios, continuei o meu caminho. 
Foi aí que os chamamentos se tornaram ainda mais nervosos.  Pensei, então, que o melhor seria abeirar-me do cidadão para lhe dizer:  Ó amigo vá chatear outro, eu não sou daqui!
E, assim o fiz.  Ao chegar junto da carrinha de caixa aberta verifiquei, perplexo, que o protagonista era o nosso bom amigo  Avelino Torcato Pereira, o conhecido "Choné".   Nem queriamos acreditar na coincidência. 
 Saiu da viatura enquanto rápidamente se havia formado já  uma coluna de carros parados atrás do dele que deram inicio a  um concerto de apitadela.  Ele respondia com a maior das simplicidades, fazendo o habitual gesto com o braço: Vão mas é pro .......!!!  Passem por cima!!
Como a coisa não podia continuar ele,  a toda a pressa, falando mil palavras de cada vez ainda foi dizendo:  É pá, eu quando vinha pra Malveira ao passar por ti não te reconheci pois ias de costas!  Mas agora na volta quando te olhei ainda pensei: Quem é aquele turista? Mas vi logo que era o cripto!  
E num repente, dando-me um grande abraço, dizia:  Ah ganda Castro!   Que é que andas a fazer por aqui?
Respondi-lhe que, a partir de agora, passei a morar aqui na zona.
Já dentro do veículo deu-me o cartão da firma com o nº do telemovel, enquanto sugeria para lhe ligar para combinarmos um encontro que espero cumprir um dia destes.                                                                                                                                               
E lá foi à vida! Vida de empresário é cá um stress!!!!
Passe a publicidade, a todos os interessados, aqui deixo bem à mostra a firma do nosso Choné, especializada em remodelações tanto por dentro como por fora.



Até breve Choné, vai pensando num bom sitio para petiscar!  Aqui mandas tu e pagas tu!

1 comentário:

  1. Olá Artur!
    Julgava que já estavas perdido no tempo, mas afinal só mudas-te de ares, e pelos vistos estás também mais perto do mar. Eu conheço de passagem essa zona e para petiscos não estás mal servido. Então encontraste o "Choné"! Sendo assim, se voltares a encontrar-te com ele, pergunta-lhe se ele tem fotografias da malta e se ele te cede algumas para pores no site.
    Agora só desejo tudo de bom para ti e para a tua família nesse novo lugar que habitas.
    Um abraço do Santa.

    ResponderEliminar