* * * * Sábado, 20 de Maio ==> Convívio anual da "BRIOSA" 2415 em Montemor-o-Velho * * * *

domingo, 31 de outubro de 2010

RECORDANDO

Por: F.Santa   





          Algum tempo atrás, contei como consegui por um dia ser maestro, hoje mostro-vos mais em concreto e como recordação (da minha parte ) o tal grupo de que eu vos falei. Em cima um dos números com que eles nos contemplaram. Em baixo, pode ver-se mais em pormenor todo o grupo. Mas além deste grupo de jovens, actuou outro totalmente feminino de gente mais crescida que seguirá nas próximas cenas.


         Isto tudo era uma pequena gota de água no mar imenso das angústias que se passavam naquele hospital. No mato era a angústia das emboscadas, das minas e das incertezas. No hospital, era o isolamento, a clausura, e estar em contacto diário com todos aqueles que chegavam do mato muitas vezes em estado miserável que nos causavam tristeza, angústia e muitas vezes revolta, isto já para não falar de camaradas que víamos chegar com quem por vezes conseguíamos falar e que depois de passados alguns dias, faleciam. Era um vazio que se instalava entre nós, e como disse atrás, eram estas pequenas gotas de água que nos davam um pouco de alento e ao mesmo tempo pensar no tempo que ainda estava pela frente.

        Ao escrever este texto, não podia deixar passar em claro a morte dos nossos companheiros Joaquim Rodrigues e Corado. Embora eu não estivesse lá nessa altura (por motivos já conhecidos) por estar no hospital, não é por isso que não sinto a mesma angústia e a mesma tristeza, pois faziam parte da mesma família.
É nosso dever como amigos e companheiros prestar-lhe sempre homenagem sentida nos aniversários da sua morte e mantê-los sempre presentes no nosso seio, pois aqueles que tinham obrigação de nunca os esquecer a eles e às suas famílias já os esqueceram há muito tempo. Paz ás suas almas.

        Quanto ao Moreira, daqui vai um abraço para ele. Que ele continue a ser o mesmo ser humano, personificando o sentido do que é viver a vida e do valor que a mesma tem.

Estamos quase no dia de Finados. Para todos os camaradas que combateram e em particular os da 2415, que já partiram, que estejam em paz. 

Um abraço para todos do Santa

.

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

LEMBRANDO 30 - 10 - 1969

Os nossos companheiros

JOAQUIM FRANCISCO RODRIGUES DA SILVA
e
AVELINO AUGUSTO CORADO

Caíram há 41 anos, vítimas de uma mina accionada pelo Unimog em que seguiam, na picada de Tenente Valadim a Luatize. Aqui fica o preito da nossa homenagem.



Celebramos também o milagre que foi a recuperação espectacular do António Nelson Mendonça Moreira,  radiotelegrafista, gravissimamente ferido na mesma ocorrência, que, felizmente, continua entre nós! Agradecemos ao Moreira a lição de VIDA que nos dá e desejamos-lhe as maiores felicidades !!!

   Quem quiser "clicar"    aqui pode reler a excelente composição do A. Castro publicada em Junho deste ano. Eu fi-lo e não me arrependi ! 

.

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Correio

Por: F. Santa

Na primeira foto, eis o professor e os seus alunos!!!! Não sei no momento desta foto o que se passava na cabeça destas crianças acerca da nossa presença na terra delas, só sei que foram alguns momentos bem engraçados e divertidos que passei com elas.        Na segunda foto, era um ritual que nós praticávamos muitas vezes: eram notícias para a família e em especial para as esposas, namoradas e ainda madrinhas de guerra. Depois? Depois era esperar com ansiedade pela volta do correio. Às vezes não eram só notícias que esperávamos, mas também algo de comestível para matar saudades, só que muitas vezes (o chouriço, o presunto, o queijo ou bebidas) ficavam pelo “S.P.M.”onde se fazia a recepção das cartas e encomendas para distribuir para as companhias ou batalhões que operavam no mato mas, algumas vezes lá recebíamos qualquer coisa para não desanimar!
        
                         
                                              Um abraço para todos do
                                                               Santa


.

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

“CHALA” E “LIONE”

Por: F. Santa



 


  Quem não se lembra destes dois cenários? Um era o famoso rio que passava em Chala. Grandes banhos se tomaram naquelas águas que de límpidas não tinham nada, antes pelo contrário, eram da cor do barro mas ainda assim, davam para refrescar e tirar o pó. Tenho pena que o meu amigo Castro não tenha tirado uma foto a este rio. O outro cenário diz respeito à mascote da companhia. Lembram-se?
Não sei se foi este pobre macaco que morreu com uma bebedeira! Pelo menos se não foi este foi outro.
   Tantas histórias há para contar, tantas histórias se contam nos nossos encontros, e
ninguém  é capaz de as transcrever para aqui. Porquê? Eu não tenho resposta. Este meio que a alta tecnologia nos oferece, que nos dá a possibilidade de estarmos em contacto uns com os outros e nos divertir com as nossas histórias não é aproveitado para podermos reviver o passado e dar-nos ânimo para o futuro.
  Camaradas. Mais uma vez eu deixo aqui o meu apelo. Colaborem, não deixem morrer este nosso cantinho da saudade. Onde está o Paulo? Há tanto tempo que eu não leio um artigo dele. Onde está o Vivaldo? E onde estão os outros? Surpreendam-me!!!
                                                                                                                                 Deixo aqui um abraço para todos.
                                     
                                                                Santa

.

domingo, 10 de outubro de 2010

11-10-1969 - Sentida Homenagem


Henriques Rodrigues

faleceu há 41 anos


Foi na picada entre Nova Viseu e Tenente Valadim. Na mesma emboscada houve mais cinco feridos. Esse trágico mês de Outubro não acabaria sem roubar mais dois dos nossos (dia 30).Alguém sabe mais pormenores para lembrar aqui?


.

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

“ ERA A DESPEDIDA”

Por: F. Santa


Começava aqui a minha despedida do hospital de L Marques. Faltavam três semanas para embarcar no paquete “ ANGOLA” com destino ao Hospital Militar de Lisboa. Tudo isto faz parte da minha história com a ida à guerra com vocês e que embora já seja mais pessoal, eu gosto de compartilhar com todos.
   A foto de cima, tem uma história muito engraçada. O grupo que está  atrás era um grupo formado por jovens estudantes de ambos os sexos e de diversos países, (onde estava Portugal incluído) que estavam na altura a percorrer o mundo e foram convidados pelo director do hospital para darem um espectáculo. E, sendo assim, o director do H. queria também oferecer algo, mas só que todos tinham vergonha para fazer qualquer coisa, foi então que o amigo Santa mais cinco companheiros formaram um grupo coral e fomos cantar uma coisa qualquer de que, sinceramente, já não me lembro. Mesmo com a minha perna esticada, lá servi de maestro e foi um sucesso!!!!! (Os contratos começaram a chover mas nós desistimos!!!).


     Na foto a seguir, foi dois dias antes da minha despedida do hospital. A miúda que se vê na foto era espectacular a cantar e a divertir a malta (no bom sentido) para nos levantar a moral que por vezes nos faltava para aguentar o dia a dia.                                                                                        
     É por isso que eu digo muitas vezes, que no meio de tudo o que foi mau que nos aconteceu, também houve coisas boas que nos abstraíam dos momentos maus. Neste momento é o meu passado, o nosso passado que nos faz rejuvenescer a nossa vida. Para mim, é.

Um abraço para todos
                                                            
SANTA


.