quinta-feira, 23 de setembro de 2010

“ HOSPITAL DE L. MARQUES 1969”



























   Fui encontrar no baú das recordações, que guardo religiosamente num cantinho da minha casa, e deparei-me com algumas fotos que julgava já não existirem, fotos essas de quando estive no hospital de Lourenço Marques.
     Na foto de cima, pareço bem instalado (a cama não era má) mas o resto é que era o pior, a minha perna esquerda só gostava de estar na horizontal, não lhe apetecia fazer mais qualquer espécie de movimento.
    Em baixo, aparecem comigo colegas da mesma enfermaria. Já não me recordo o que eles tinham excepto o de bigode que está à esquerda, que estava completamente apanhado! Ainda me lembro que ele subia para cima de uma árvore que existia no átrio do hospital e fartava-se de gritar pela mãezinha! Mas será que só era ele? Mas acreditem, se não fosse as nossas brincadeiras o que seria de nós naquele ambiente onde tudo existia...  Ao percorrer  as salas do hospital via-se de tudo. Camaradas sem pernas, sem braços, cegos, queimados e outros completamente apanhados etc. etc. No meio daquilo tudo eram as senhoras da Cruz Vermelha (uma delas a quem tratava-mos por Avozinha) que nos valiam nas horas mais difíceis, não só elas mas como jovens meninas que nos visitavam e traziam comida de fora, comida essa que arranjavam nos casamentos e outras festas.
   Hoje, escrevo estas linhas com saudades daqueles com quem partilhei cerca de seis meses aqueles quartos, cada um deles eram puros retratos da guerra. Deixava aqui um apelo. Se alguém que contacta este nosso cantinho saiba ou conheça quem esteve entre Junho e Novembro de 69 no hospital de L. Marques ou se revejam nestas fotos (eu sei que o colega da esquerda é de Tomar e se não me engano era o Dias), gostava que contactassem comigo através do nosso site pois parti para Lisboa e lá ficaram, tendo-os perdido no tempo até hoje.

                                    Um abraço para todos do Ex. Furr. Santa



.

Sem comentários:

Enviar um comentário