domingo, 15 de agosto de 2010

TERMINARAM AS FÉRIAS

Por: F.Santa
        Eram boas mas acabaram-se. É  assim que se costuma dizer quando as férias acabam. Espero que todos os camaradas que já gozaram férias que as tenham gozado bem e com saúde, aqueles que ainda as vão gozar o mesmo desejo, que as gozem bem com saúde.
        Aqui vai mais um poema do nosso camarada Capitão Calvinho, pois muitos não o conhecem, ele foi e é uma das vítimas que pagou com o seu corpo ao ser obrigado como nós a entrar numa guerra injusta. (Será que há guerras justas?)


  “OS INTEIROS”

Gente que chega:
Traz garrafão,  
e um cabaz    
com presunto, carnes assadas,
chouriço  
do porco morto de fresco;  
fruta, pão,
bolos e broa! 
 

-Traz varas compridas
Com fitas vermelhas, 
brancas, azuis, e amarelas!

-Traz panos escritos 
enrolados em paus!..  
 
…Abancam cansados  
Para cá  do ferro das grades
-Olhos postos na barra do Tejo…
Nem a noite fria os arrefece. 

-E olham..espreitam..esperam!
Olham no escuro. 
Espreitam na noite.  
Esperam nas trevas!

 

Lá  vem ele! Lá vem ele!

  

-Mil lágrimas rolam  
por mil faces enrugadas…
e outro grito salta das gargantas 
algemadas.

 É um grito lancinante e colectivo,
  Que fascismo nenhum pode calar!     
O barco avança lentamente….
Previamente combinados:
mil sinais espalham-se no barco
e pelo cais!
- Sabiamente executados.

- Sobem as lanças de cana e de pau!

Agitam-se dísticos com nomes de terras!

Um velho pastor levanta o cajado!

Há  crianças no ar
suspensas nos braços!

- Do navio gesticulam-se boinas,
- lenços ,blusões, bananas, macacos,
e soldados aos ombros de soldados:



Depois eram os abraços!
Com os braços nos braços:
Fundiam-se as lágrimas
da alegria cativa
por dois anos longos de espera!

- Ai o meu rico filho!
- Ai o meu filho da minha alma!
(abençoada Senhora de Fátima
Que m’mo trouxeste a salvo)

-Tás tão mal encaradinho filho!

- Olhe mãe: pior foi o (…)
Que ficou enterrado no mato.

- Então mãe!?
Deixe lá, já cá estou!
o que lá  vai… lá vai!

- Oh filho!...Estás tão magrinho,
Tão enguiçado!

- Olhe mãe:
Vai ver como vou engordar!
como vou ficar são que nem um pêro
para ir para as Alemanhas!

Ai, filho!..
Tu, matas-me filho da minh’alma!..



                                                               
                                        
Felizes todos aqueles que chegaram e abraçaram todos os seus familiares e amigos.
                                                Um abraço para todos do Ex. Furriel Santa.
                                               
                                                
.

Sem comentários:

Enviar um comentário