terça-feira, 24 de novembro de 2009

A PASSAGEM DE ANO EM VILA CABRAL

  (Por:  A. Paulo)


  Era o dia 31 de Dezembro de 1969. O pessoal da C.Cav. 2415 estava em Vila Cabral a aguardar novas ordens de deslocação, depois de ter regressado da intervenção em Luatize. O grosso do pessoal encontrava-se alojado em barracões de lata junto ao campo de aviação e os furriéis e alferes encontravam-se distribuídos em casitas ou “fletes” (não sei se é assim que se escreve), perto do aquartelamento de B.CAÇ. 20.
      Naquele ano o Paulo, o Quintino e o Miranda, tinham adquirido através do OPVDC (não sei bem o significado da sigla) de Vila Cabral, três pistolitas calibre 6,35, mais propriamente, uma FN, uma STAR e uma Pietro Beretta.
      Este “material de guerra” foi o móbil do crime. Porquê?!....
      Aproximavam-se as 24 horas do último dia do ano e como era tradição tínhamos de fazer a despedida do ano velho. Então às primeiras “badaladas” das zero horas,  os militares assinalados saem de arma em punho para a porta da “flete” e foi um ver se te avias. Despejamos todos os carregadores dos nossos brinquedos barulhentos.
      Aqui começou a guerra. O pessoal que estava de reforço no B.CAÇ. 20 achou por bem colaborar no festival, ou em regime de voluntariado ou acagaçado,  despejando num tiroteio infernal, os carregadores das suas G-3 para o ar, ouvindo-se inclusivamente uma metralhadora ligeira a fazer fogo. (parece que estava no PAD-pelotão de apoio directo-, para reparação).
      No dia seguinte vieram as consequências. Os “donos” do B.Caç. 20 brindaram com 20 dias de prisão todos os elementos que naquela noite e àquela hora  tinham feito serviço.
      Embora tardiamente, (porque o crime já está prescrito) peço as minhas desculpas a todos os camaradas presos, pois eu não fiz isto por mal. Tá bem?!...
     Pois a pistola FN ainda a tenho em meu poder e quando regressei de Moçambique, praticamente durante um ano, andei com ela sempre à cintura, inclusivamente no trabalho. Até era conhecido pelo gajo da pistola. Apanhado claro.
     Numa dedicatória ao meu amigo Miranda, junto envio uma foto na qual se vêem os donos e senhores dum famoso jeep, frente ao quartel do B.Caç. 20.

     Um abraço a todo o pessoal do Paulo. 


2 comentários:

  1. Mais uma das "loucas" que, lentamente, por aqui vão passando ! Hilariante, simplesmente!
    Pena é que o pessoal não as deite cá para fora! Adoro as "merdas" que por lá fizemos!
    Enquanto os sentinelas, devido ao enorme "cagaço", foram parar à "pildra", os amigos, ao abrigo da confusão estabelecida, foram premiados com doses maciças de camarão "tigre" mais as delicias das tépidas águas e areias finas das maravilhosas praias de "Angoche", mesmo sem as imagináveis sereias de cor ocidental!!
    Realmente o crime compensa!!

    ResponderEliminar
  2. Ainda dá um gozo do caraças reler estes factos...... e contra eles não há argumentos!
    Ai, ai, se a malta quisesse, ainda viríamos a ser "best sellers"! Não é Santa?
    Abr. A.Castro

    ResponderEliminar