sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Ainda o "Suplemento Especial de Pensão"

(Por  F. Santa)
Amigo e Camarada Castro
Li o teu artigo sobre a choruda quantia que recebeste  dada pelo teu (amigo) Paulo Portas. Como vês já passas a ter uma vida melhor com tanto dinheiro. É  realmente uma vergonha.
  Nós não precisamos de esmola, precisamos sim é de um fim de vida condigno e não desprezados por aqueles que tinham obrigação de nos honrar como filhos de uma Pátria, Pátria que defendemos com a nossa vida e com o nosso sangue. Falaste e bem nos Def. das Forças Armadas. A maior parte deles vivem na miséria com autenticas esmolas dadas por mês, viúvas cuja pensão não dá para viver e grandes deficientes cuja saúde se agravou não conseguem aumento da sua pensão. Camaradas nossos que não sendo deficientes batem-se com o Stress de Guerra, ainda hoje alguns levantam-se de noite e andam aos tiros pela casa, gritam por camaradas que viram morrer sendo as suas mulheres o seu suporte, outros que pela água que se bebia e por aquela que se enxugava no corpo, pela comida e outras coisas mais hoje sofrem no corpo os males causados por uma guerra para à qual fomos sem ter culpa. Somos dos poucos países (se calhar o único) que os seus governantes não souberam honrar os seus combatentes. Ainda ontem
assisti a um programa de televisão onde esteve presente uma irmã de um camarada nosso que esteve na Guiné, morreu lá em combate e por lá ficou enterrado. A sua família chorou estes anos todos sem ter um corpo para velar, foi preciso a irmã tratar de tudo para descobrir o sítio onde ele estava enterrado, com ajuda da Liga dos Combatentes da Grande Guerra. Este veio. E os outros quatro mil?
 É assim amigo Castro. O dinheiro faz falta para o TGV e para o Aeroporto e dar aos senhores dos bancos e aos nossos governantes reformas milionárias aos combatentes da guerra do Ultramar umas quaisquer migalhas chegam pois já estamos na idade de ir desaparecendo do mapa! Não somos trapos velhos, somos homens que quando jovens deixámos para traz família, mulher, noiva, amigos e alguns o emprego e ir obrigados para uma guerra que não era nossa.
Isto que escrevo aqui, é mais um grito de revolta que ecoa pelas linhas que atrás escrevi e que poderia ser muito bem proferido por milhares de deficientes, milhares de viúvas, milhares de órfãos e muitas famílias de muitos outros, os desaparecidos. Reavivar na memória das pessoas os horrores da guerra não é mais que prestar homenagem a todos aqueles que combateram, aos deficientes e aos mortos que pagaram com o seu sangue o preço de uma guerra causada pelo poder do fascismo.
Por hoje, este meu desabafo já me deixou um pouco mais aliviado pois hoje sou um dos revoltados com tudo o que se passou e continua a passar, mas no fundo é bom estes desabafos!
   
          Castro: espero que o galo já não esteja muito rijo! Um grande abraço para todos os camaradas da 2415.
                                              SANTA

2 comentários:

  1. Caros Companheiros em especial ao Amigo Santa.
    Ainda bem que este SEP, com todo o seu ridiculo e polémico conteúdo, pelo menos mexeu com meia dúzia de pessoas. Ao referir-me à "meia dúzia de pessoas", quero dizer aos habituais e sempre os mesmos que não passamos da "meia dúzia"! Talvez haja até quem pense que somos uns desocupados e, por isso, sobeje muito tempo para nos dedicarmos com a necessária alma a este pequeno/grande prazer. Se é isso que pensam, acreditem que acertaram mais ou menos! Assim sendo, o contrário também se aplica, e serei obrigado a entender, imaginando que todos os outros companheiros têm as suas vidas totamente prenchidas, felizmente, sem sequer um pequeno minuto disponivel, para poderem olhar para a nostalgia do passado que ainda nos trás bem agarrados a todos.
    Ainda assim, continuo na esperança de algum "manguelas" vir aqui "escarrapachar" no blog: PARA TODOS OS COMPANHEIROS O DESEJO DUM SANTO NATAL E UM FELIZ ANO NOVO CHEIO DE PROPRIEDADES!!!
    Amigo Santa: Chegou a hora do galo! Não vá ele ficar rijo demais para os nossos velhos dentes!!
    Abraço sincero extensivo a todos. Viva a CCAV2415.

    ResponderEliminar
  2. Amigo Castro.
    Eu também fico um bocado triste com os nossos camaradas, pois muitos sabem de nós deste nosso sítio de desabafo e ao mesmo tempo de convívio e não colaboram ou por perguiça, desleixo ou outra coisa que eu não sei.Eu julgo que entre nós todos ainda á amizade suficiente para não esquecer o passado. Deixo aqui um apelo a toda a malta que sabe deste nosso cantinho que colaborem, digam qualquer coisa mandem fotografias desabafem! Cá fico á espera. Santa

    ResponderEliminar